domingo, 20 de outubro de 2013

DENTISTA VOLUNTÁRIA DEVOLVE SORRISO ÀS CRIANÇAS CARENTES DA ONG “AMOR DE MÃE”.

Por Célia Ribeiro

O sorriso tímido, antes escondido atrás das mãos, vai evoluindo até transformar-se em uma sonora gargalhada. A dona desse riso fácil, que emoldura o rosto de traços delicados, é uma menina de 13 anos que resgatou a autoestima ao iniciar o tratamento odontológico pelas mãos solidárias da Dra. Maria Angela Brambilla Delboni. Moradora do Jardim Califórnia, periferia de Marília, a estudante Keila Suelen Dias Rodrigues é uma das seis pacientes da ONG “Amor de Mãe” em tratamento, neste mês. 

A cárie é o principal problema dos pequenos
A instituição, responsável por abrigar mais de 140 crianças na zona oeste, desenvolve inúmeros projetos de geração de renda para mulheres carentes da comunidade ao mesmo tempo em que acolhe as crianças em atividades educacionais, culturais e esportivas, graças ao apoio da Prefeitura de Marília e doações de empresas, clubes de serviço e pessoas físicas.

Ao tomar conhecimento da ONG, a Dra. Angela aproveitou a aposentadoria, depois de 30 anos como dentista da Rede Básica de Saúde, para dedicar uma manhã por semana ao atendimento das crianças em seu consultório na Rua Gonçalves Dias, 276. “Eu sempre tive vontade de fazer esse trabalho, mas trabalhava na Prefeitura e não tinha tempo. Quando me aposentei eu falei: agora é a hora”, contou na quinta-feira (17), pouco antes de receber os pequenos pacientes.
 
Dra. Angela e o grupo de quinta-feira
Integrante do Rotary 4 de Abril, que já realizou várias ações voltadas à entidade, ela explicou que visitou a “Amor de Mãe” e ficou sensibilizada com a situação das crianças. “Conheci a Tammy e a mãe dela (Marluci Gripa) e achei lindo o trabalho que fazem lá”, comentou, acrescentando que a amizade se consolidou nos contatos na Igreja Nossa Senhora da Glória, onde frequentam as missas.

Inicialmente, a ideia era instalar um consultório odontológico na instituição, o que foi inviabilizado pelo alto custo. “Então decidi começar a atender aos poucos no meu consultório onde tenho tudo que preciso”, afirmou a dentista que examinou 40 crianças que frequentam a “Amor de Mãe” no período da manhã.

 
Keila: motivos para sorrir
Em junho, foi possível iniciar os atendimentos. Em três meses foram concluídos os tratamentos de oito crianças. Atualmente, seis crianças, a partir dos seis anos de idade, estão sendo atendidas pela dentista que apontou a cárie como o principal problema: “Eles têm muitas cáries em dentes permanentes. Dá dó de ver. É raro encontrar o primeiro molar sem cárie”, explicou.

“Estamos indo devagar, mas estou percebendo que a autoestima das crianças mudou radicalmente. Tem uma menina que chegava aqui despenteada, nem sorria. Agora, se cuida mais, está sempre com o cabelo arrumado e ri à toa”, observou a Dra. Angela que lamenta não poder atender um número maior desses pacientes carentes: “Se tivesse mais dentistas, poderíamos levar o tratamento a mais crianças”, afirmou.

PREVENÇÃO

De acordo com a dentista, não basta tratar os dentes comprometidos. “Temos que investir também na prevenção”, observou. Conforme disse, muitas crianças não têm escovas de dente nem creme dental: “Se pudéssemos doar os kits de escova e pasta, poderíamos orientar sobre a escovação” contribuindo para a prevenção.

“Estou fazendo um trabalho de formiguinha”, finalizou a dentista voluntária, enquanto se preparava para receber os quatro pequenos pacientes da última quinta-feira. E, ao contrário de muitas crianças que vão com medo aos consultórios odontológicos, a clientela parecia ter chegado ao parque de diversões: com sorriso na vitrine, dois meninos e duas meninas correram para abraçar a Dra. Angela, assim que ela abriu a porta.

 
Beijos e abraços na chegada
Entre beijos e abraços carinhosos que se troca entre pessoas que se gostam, a dentista voluntária pegou pela mão seu pequeno paciente encaminhando-o para a cadeira odontológica que não amedronta mais. As crianças sabem que tudo será feito com muito carinho e que sairão de lá sem dor e muito mais bonitas. Isso, sim, é motivo para sorrir!

Para conhecer a entidade “Amor de Mãe” ligue para: (14) 34225525. O endereço é Rua João Francisco do Nascimento, 320, próximo ao Condomínio San Remo. A entidade aceita todo tipo de doações, como materiais de limpeza e alimentos, principalmente para a padaria (açúcar, trigo, óleo e leite) que gera renda para as mulheres do projeto social.

Leia mais sobre a entidade em reportagens anteriores publicadas em 2010 e 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário